29.7.17

Um alerta - Atenção à carne cortada no talho dos hipermercados!

Se é verdade que cada vez compro menos carne, também é verdade que, nas ocasiões em que preciso dela, prefiro que venha cortada ao meu gosto. Por esse motivo, tento pedir sempre no talho em vez de recorrer a carne embalada. Contudo, depois das recentes experiências que tive no talho de dois hipermercados, não só não voltei a comprar nada nestes locais como decidi escrever este post por considerar que se trata de uma questão de saúde pública.

Não será novidade que, em praticamente todos os talhos, a carne é cortada em tábuas de plástico. O que é novidade para mim é a carne vir totalmente contaminada com resíduos provenientes destas mesmas tábuas!
A primeira vez que isto me aconteceu, não percebi de imediato de onde tinham saído as partículas amarelas visíveis na fotografia... Até que numa outra ida ao talho, enquanto esperava pela minha vez, reparei que as tábuas de corte de carne de aves eram amarelas. Foi aqui que tive a confirmação: cheguei a casa e a carne vinha cheia de plástico.


Não vou identificar os hipermercados em questão porque hoje em dia nunca se sabe quando é que estas exposições públicas se viram contra nós... Posso apenas dizer que me deparei com este fenómeno em duas grandes superfícies de Lisboa.

Pergunto, onde está a segurança alimentar? Que tipo de materiais estão a ser utilizados na produção de equipamentos para a manipulação de carne e outros alimentos?
Assusta-me pensar que diariamente são adquiridas grandes quantidades de carne nestes locais. Será que ainda ninguém se apercebeu que isto está a acontecer? Ou será que não se importam?

No que me diz respeito, importo-me e muito. Assim que tiver oportunidade, vou fazer uma exposição a estes dois hipermercados na esperança de que algo seja feito no sentido de garantirem a segurança dos consumidores. Até lá, podem apostar que não volto a pedir nada que implique o contacto com as tábuas...

23.7.17

Óleo de coco - como escolher e para que serve?


Não sou pessoa dada a histerias colectivas nem a recomendações de produtos que não conheço, contudo, o ingrediente ao qual dedico este post ganhou um lugar de destaque no meu dia-a-dia, especialmente nos meses de verão.
O óleo de coco é um dos produtos mais úteis em qualquer casa, no entanto, só nos últimos anos é que este ingrediente ganhou maior visibilidade entre o público em geral. Até então, já era muito apreciado nos circuitos da medicina alternativa mas conquistou a preferência de muitos outros consumidores devido aos seus múltiplos e comprovados benefícios.
Destaca-se pela sua versatilidade e pelas inúmeras aplicações, tanto na culinária como na cosmética: tem propriedades hidratantes, nutritivas, anti-bacterianas, anti-fúngicas, cicatrizantes, regenerantes... É ainda um ingrediente apropriado para vários tipos de regimes alimentares, como é o caso dos veganos e da dieta paleo.
Para quem não está familiarizado com o óleo de coco, aqui fica um post com algumas informações importantes.


Como escolher?

Um bom óleo de coco deve obedecer às seguintes características:

• Extra virgem - não processado
• Biológico - produção isenta de químicos
• Prensado a frio - neste processo não é preciso ferver a matéria-prima para retirar o óleo dos cocos

A prensagem a frio é o único método de extração que garante um óleo 100% puro e natural. É uma forma simples de se conseguir o óleo de sementes e nozes, já que consiste unicamente na prensagem da matéria-prima [neste caso, a polpa do coco]. É também um método de extracção lenta e com elevados custos de produção, já que são necessários, em média, cinco quilos de matéria-prima para produzir apenas um litro de óleo, o que se reflecte no seu preço de venda ao público.
Nos casos em que a matéria-prima é fervida para retirar o óleo do coco, as vitaminas e nutrientes acabam por ser destruídos no processo devido à elevada temperatura. Por outro lado, o sabor a coco também desaparece.


Aplicações culinárias:

- Substituto de outras gorduras, como é o caso do azeite ou da manteiga
- Untar utensílios de cozinha, como frigideiras ou formas para bolos
- Saltear legumes no wok
- Adicionar uma colher ao café da manhã
- Hidratar as tábuas de madeira o que, ao mesmo tempo, pela sua acção anti-bacteriana, desinfecta as superfícies.


Aplicações cosméticas e outras:

- Hidratante cabelo - aplicar o produto no comprimento do cabelo e deixar actuar 30 minutos. Em seguida, lavar normalmente.
- Como sérum para as pontas
- Hidratar as unhas e as cutículas
- Aplicado nos lábios é um excelente bálsamo labial
- Aplicar no rosto à noite
- Remoção de maquilhagem
- Bochechar com óleo de coco substitui a utilização do elixir
- Hidratação do rosto e corpo
- No verão - aplicar posteriormente à exposição solar
- Cicatrizar tatuagens
- Secar borbulhas


Onde comprar?


[utilizem o cupão OLDSCHOOL para conseguirem até 15% desconto neste site]


Para além da loja online da Prozis, também é possível encontrar na Maria Granel em Alvalade, na área de produtos saudáveis de algumas grandes superfícies e, claro, nos supermercados biológicos. Deixo alguns exemplos na zona de Lisboa: Miosótis, Puro Bio, Biomercado, Go Natural (antigo Brio) e Amor Bio.