10.12.15

Planeamento mensal

Hoje em dia, uma das principais dificuldades das famílias é a organização [ou falta dela]. Pode não parecer muito importante para algumas pessoas porque se habituaram a viver dessa forma, sempre numa correria, sempre com aquela sensação que se estão a esquecer de alguma coisa.
A verdade é que uma vida sem planeamento traz consequências que seriam evitáveis, como por exemplo, esquecermo-nos de alguns compromissos ou eventos [quanto mais não seja, de um aniversário] e não termos tempo para tudo aquilo que precisamos de fazer.

O segredo para colmatar esta falha é introduzir o planeamento no nosso dia-a-dia tornando-o numa rotina. Se não sabe por onde começar, deixe de confiar apenas na sua memória e comece por escrever tudo: os aniversários, os feriados, as consultas, os testes dos filhos, as actividades extracurriculares, os dias em que quer ir ao ginásio e até mesmo os eventos que à partida não vai esquecer, como os jantares com a família ou os amigos. Ao visualizar todos os seus compromissos, compreenderá melhor quais os dias em que tem mais tempo livre para as outras tarefas. Aproveite também para planear as refeições, em vez de chegar a casa sem saber o que fazer. Desta forma conseguirá poupar tempo e dinheiro.

Se é verdade que a agenda em papel foi praticamente substituída pela digital, também há quem não tenha sequer agenda. Faça esta pergunta a si próprio(a): como é que alguém sem agenda pode ser uma pessoa organizada? Se não se imagina a voltar ao papel, tire partido das ferramentas que o mundo digital nos proporciona.

A partir do próximo mês entramos em 2016. Ano novo, vida nova! A Formiga dá uma ajuda... Imprima esta folha e coloque-a mensalmente na porta do frigorífico ou noutro local bem visível e peça a todos os membros da família que escrevam aqui os seus compromissos. Poderá também ser uma ajuda para planear as refeições a longo prazo. Desta forma, conseguirá uma maior envolvência de todos, pois passarão a estar sempre a par dos acontecimentos. Afinal, como diz alguém que eu conheço "o que não está na nossa agenda, não está na nossa vida".




Sem comentários:

Enviar um comentário