21.10.15

O bilhete de identidade dos ovos

Já todos reparámos que os ovos de compra vêm identificados com um carimbo que contém uns dígitos e umas letras, mas será que sabemos o que querem dizer?

Desde 2004 passou a ser obrigatório na União Europeia que todos os ovos comercializados fossem vendidos com este código identificador. Esta espécie de bilhete de identidade tem a função de informar o consumidor sobre a proveniência dos ovos, data de validade e ainda a qualidade de vida dos animais que os produziram. Se não tiverem este código, poderão ser de produção particular ou então provenientes de fora da União Europeia, onde as regras são diferentes.

Desafio todos a irem buscar um ovo para conhecerem o seu "bilhete de identidade".

Exemplo de um código: 3PT3-031

• O primeiro número que consta no carimbo indica o modo de criação das aves:

0 = ovos de galinhas de criação biológica
1 = ovos de galinhas criadas ao ar livre
2 = ovos de galinhas criadas no solo
3 = ovos de galinhas criadas em gaiolas

Código 0 - Galinhas criadas ao ar livre que têm ainda à disposição um espaço interior para pernoitarem ou para se abrigarem. A sua alimentação é de origem biológica, livre de antibióticos.



Código 1 - As galinhas são criadas ao ar livre em condições semelhantes às descritas no código 0, o que assegura a qualidade dos ovos e boas condições de vida dos animais. Muda o tipo de alimentação, que passa a ser à base de ração industrializada.


Ovos Matinados - Código 1

Código 2 - Apesar de não estarem encerrados em gaiolas, os animais encontram-se num extenso galinheiro sem a possibilidade de saírem para o exterior, com um espaço de aproximadamente 10 galinhas por m2, o que dá para pouco mais que comer, beber e pôr ovos. A sua alimentação é feita à base de produtos processados industrialmente.


Ovos do Solar - Código 2

Código 3 - São os ovos mais comuns, mais baratos e também os menos saudáveis, produzidos por galinhas alimentadas à base de rações industriais e transgénicas (milho, soja e trigo) às quais são adicionados antibióticos e hormonas de crescimento. Passam toda a vida adulta em gaiolas sem espaço sequer para caminhar. A iluminação é modificada para dar a ilusão às galinhas de mais horas de sol, tornando-as mais produtivas.


Ovos Pingo Doce - Código 3

Tanto no caso do código 2 como no código 3, o bico das galinhas é cortado uma vez que as suas deficientes condições de vida são propícias a situações de stress que as levam a desenvolver frequentemente comportamentos anormais, como o ataque a outras galinhas ou a auto-mutilação.

• As duas letras seguintes indicam o país de origem:

PT = Portugal
ES = Espanha
IT = Itália
FR = França
DE = Alemanha
BE = Bélgica
GB = Reino Unido
...

• O dígito seguinte indica qual a Direcção Regional de Agricultura onde a exploração se encontra registada (assegura que o produto está aí certificado)

• Por fim, os últimos 3 dígitos identificam o código da exploração


Apesar de serem mais caros e menos comuns, os ovos com o código 0 ou 1 são os que asseguram o bem-estar dos animais que os produziram. No entanto, os de código 0 são os mais saudáveis. Estão normalmente disponíveis em supermercados biológicos, como é o caso do Brio ou Miosótis, mas poderão encontrá-los noutras superfícies.

Se adquirirem estes ovos numa grande superfície, tenham sempre o cuidado de confirmar se o conteúdo da caixa corresponde à embalagem. Não seriam os primeiros a deparar-se com ovos dos mais baratos em lugar dos biológicos (poderá sempre haver alguém com estas "ideias de génio" de trocar os ovos de caixa com a finalidade de pagar menos).

8 comentários:

  1. Obrigada pela partilha e informação. Adorei saber, muito embora a revolta por saber as condições em que os animais (sobre)vivem e de que se alimentam ( transgénicos ) me tenha deixado bastante apreensiva e angustiada. É urgente a clara sinalização dos alimentos transgénicos, é um direito do consumidor decidir o que quer ou não comer a fim de preservar a sua saúde a curto e a longo prazo. ABAIXO os TRANSGÉNICOS, lucro fácil para produtores sem escrúpulos, pois ao nível da saúde desconhecem-se ( ou talvez não ...(??? ) ) os efeitos dos mesmos a longo prazo ..... Obrigada formigamiga, vou tomar mais atenção nas minhas compras ....!!!!

    ResponderEliminar
  2. Tamanha estupidez que não merece comentários. E há quem acredite? Não comam ovos (que matam), carne (cancerigena), leite (veneno), ogm(s) esses assassinos...eu não passo sem um belo grelhado, uns ovos mas de classe 3 ...provavelmente só viverei até aos 90, mas pelo menos morro satisfeito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uii! Temos um ingénuo entre nós que prefere acreditar na televisão e deixar outros pensarem e decidirem por ele do que fazer qualquer tipo de pesquisa! Vais viver até aos 90?! Talvez.. mas daqui a 15, 20 anos aparecem-te problemas de saúde vindos não se sabem bem de onde, portanto.. esses 90 devem ser mais 50, os outros 40 anos vão ser preenchidos com medicamentos, idas ao hospital, contas desnecessarias para pagar, etc.. Força aí!

      Eliminar
    2. Tamanha estupidez é a sua, caro amigo. E sim, merece comentar, que você só pode ser anormal.

      Eliminar
  3. isso... eu concordo! Mas como ovos da origem que conheco, carne que sei de onde vem (e o sabor tambem conta neste caso!), posso ate pagar mais mas vou morrer aos 90 satisfeito e com conhecimento de causa, seu idiota mambuko.... Portueguesinho de merda! Esse Pa'is est'a assim 'apala de grunhos como tu! ... Bastava dizeres obrigado pela info!

    ResponderEliminar
  4. como se pode pesquisar o penultimo e ultimo codigo?
    • O dígito seguinte indica qual a Direcção Regional de Agricultura onde a exploração se encontra registada (assegura que o produto está aí certificado)
    • Por fim, os últimos 3 dígitos identificam o código da exploração

    ResponderEliminar
  5. Excelente. Já há uns meses que verifico sempre os códigos para adquirir ovos de animais que vivem nas melhores condições possíveis (código 0 ou 1). Não compro mais vezes o código 0 devido ao preço, mas compreendo a diferença. Os biológicos do Continente são os mais caros das grandes superfícies. Fiquei a perceber melhor a diferença nos alimentos dados aos animais, mas não sei até que ponto vale a pena comprar os enriquecidos em ómega 3- penso que correspondem a galinhas alimentadas com sementes (ou farinha) de linhaça, mas só vi isso escrito num das marcas disponíveis. Gostaria de saber se nos biológicos as galinhas recebem também legumes (como se fazia a faz em casa de minha mãe). Obrigada :-)

    ResponderEliminar