30.5.15

Clafoutis de cerejas (e como descaroçá-las na Bimby)

Ontem estava com desejos de cerejas e, quando fui às compras ao Pingo Doce, reparei que as caixas de 2 Kg estavam em promoção. Fui ver de onde eram: Espanha. Acho disparatado comprar cerejas de fora quando as nossas são das melhores que há, mas como me apetecia muito e tinham bom aspecto (estavam escurinhas, como eu gosto) acabei por trazer.
Posso dizer-vos que foram uma decepção! Eram muito ácidas e o sabor não correspondia de todo ao aspecto. Comecei por isso à procura de receitas onde as pudesse despachar rapidamente e encontrei esta no Mundo de Receitas Bimby. Gostei do resultado, embora a acidez das maditas cerejas se continuasse a notar.


CLAFOUTIS DE CEREJAS


Ingredientes:
- cerca de meio quilo de cerejas lavadas e descaroçadas
- 250g leite
- 100g farinha
- 100g açúcar (amarelo)
- 1 saqueta de açúcar baunilhado (7,5g)
- 3 ovos
- 1 pitada de sal
- manteiga q.b. para untar a forma

Preparação:
1. Coloque as cerejas inteiras no copo e programe 2 seg/ colher inversa/ vel. 5.


Separe os caroços.


2. Pré-aqueça o forno a 180º. Untar uma tarteira sem fundo amovível com bastante manteiga e colocar as cerejas descaroçadas com o açúcar baunilhado por cima.
3. Coloque os restantes ingredientes no copo e misture 30 seg/ vel. 3
4. Distribua a massa sobre as cerejas e leve ao forno durante cerca de 30 a 40 minutos, até estar dourado, ou até o palito sair limpo.

Clafoutis antes de ir ao forno


NOTAS DA FORMIGA:
- Se preferir, em vez de untar a tarteira, poderá fazer o clafoutis em papel vegetal.
- Ao descaroçar as cerejas na Bimby, estas libertaram algum sumo. Talvez por isso tenha sido necessário deixar a tarte no forno cerca de 60 minutos.

29.5.15

Penne à bolonhesa

Uma receita básica mas reconfortante, que me faz lembrar a satisfação com que eu e o meu irmão ficávamos ao saber que o jantar ia ser esparguete à bolonhesa! Nesta receita só muda o tipo de massa por isso se preferir esparguete, poderá fazê-lo em vez do penne. Ideal para os dias em que não temos muito tempo para estar na cozinha. 


PENNE À BOLONHESA
(Rende 6 doses)


Ingredientes:
- 1500g água
- 2 c. chá de sal
- 400g massa tipo penne (ou outra massa)
- 30g azeite, mais q.b. p/ envolver a massa
- 10g salsa ou coentros
- 150g cebola
- 200g tomate em pedaços (ou polpa de tomate)
- 500g carne picada
- 1 pitada de pimenta

Preparação:
1. Coloque no copo a água e 1 c. de chá de sal e aqueça 10 min/ Varoma/ vel. 1
2. Adicione a massa e coza o tempo indicado na embalagem/ 100º/ colher inversa/ vel. colher. Retire, escorra com a ajuda da Varoma, envolva com um fio de azeite e reserve.
3. No copo limpo coloque o azeite, a salsa, a cebola e o tomate, pique 5 seg/ vel. 5 e refogue 7 min/ Varoma/ vel. 2
4. Adicione a carne picada, 1 c. chá de sal e a pimenta e programe 10 min/ 100º/ colher inversa/ vel. colher. Envolva com a massa e sirva quente.

25.5.15

Bolo de laranja sem glúten

Estava à procura de um bolo para fazer, que não levasse farinha de trigo e que fosse rápido, quando me lembrei deste que vi na revista Bimby de Abril. Fica baixinho mas muito saboroso, vale a pena experimentar.

BOLO DE LARANJA SEM GLÚTEN
(Receita da revista Bimby nº 53 - Abril 2015)


Ingredientes:
- 150g açúcar (usei açúcar amarelo)
- 3 ovos
- 1 laranja c/ casca
- 100g manteiga
- 1 iogurte grego (não tinha por isso substituí por 1 iogurte natural)
- 1 c. chá de fermento p/ bolos
- 1 pitada de sal
- 200g farinha de milho

Preparação:
1. Pré-aqueça o forno a 180ºC. Forre com papel vegetal uma forma de aproximadamente 22cm de diâmetro.
2. Coloque no copo o açúcar e pulverize 15 seg/ vel. 9. Retire uma colher de sopa e reserve.
3. Adicione os ovos e a laranja, triture 15 seg./ vel. 9 e aqueça 1 min/ 37º/ vel. 2
4. Adicione a manteiga, o iogurte, o fermento, o sal e a farinha e envolva 10 seg/ vel. 4. Deite na forma e leve ao forno a 180º cerca de 30 minutos. Sirva polvilhado com o açúcar em pó reservado.



NOTAS DA FORMIGA:
- No passo 2 da receita não precisei de pulverizar o açúcar (e por isso substituí por açúcar amarelo) pois tenho sempre açúcar em pó guardado num frasco.
- Certifique-se que a casca da laranja é fina, caso contrário o bolo poderá ficar com um travo amargo.

23.5.15

Néctar de fruta

Muitas famílias consomem semanalmente vários litros de néctar de fruta. 1€ aqui, 1,50€ ali e, se fizermos contas, ficamos surpreendidos com o dinheiro gasto no final do mês apenas em sumos.

Por isso mesmo, hoje deixo-vos uma receita de néctar de fruta semelhante aos de compra, com a vantagem de não ter corantes nem conservantes. A principal diferença para o néctar que costumamos fazer na Bimby em apenas 2 minutos, é que nesta receita a fruta é cozida e conseguimos conservá-lo por mais tempo. 

Alerto para o facto de, ao cozermos a fruta, o sabor tornar-se automaticamente diferente de um néctar com fruta fresca, pelo que deverá experimentar vários sabores até descobrir os mais apreciados aí em casa. 


NÉCTAR DE FRUTA
[Na Bimby TM31 rende mais de 1,5L]


Ingredientes:
- 600g de fruta [poderá fazer apenas com uma fruta ou com várias]
- 100g de açúcar
- água
- 1 limão sem casca e sem a parte branca

Preparação:
1. Coloque no copo a fruta e o açúcar e acrescente água até 2 dedos abaixo da marca dos 2 litros. Programe 30 min/ 100º/ vel.1 com o copo de medida inclinado (para que não saia por fora)
2. No fim do tempo acrescente o limão e programe 1,30 min/ vel. 3, 5, 7 (TM5: vel. 5, 7)


NOTAS DA FORMIGA:
- Se não consumir o néctar de imediato, poderá guardar ainda quente em garrafas de vidro pequenas, virando-as ao contrário até que arrefeçam, e em seguida coloque no frigorífico. Desta forma, irá criar vácuo no seu interior, aumentando a sua duração. 

22.5.15

Crepes do Popeye

Com o verão à porta as refeições ligeiras tornam-se inevitáveis. A pensar nisso, adaptei uma receita  da revista Bimby de Abril de 2015, que poderá ser uma boa base para rechearem com aquilo que vos apetecer.

CREPES DE ESPINAFRES
(Rende 6 a 8)


Ingredientes:
- 50g água
- 10g azeite
- 2 ovos
- 100g farinha integral
- 100g espinafres
- 1 dente de alho
- sal q.b.

Preparação:
1. Coloque no copo a água, o azeite, os ovos, a farinha, os espinafres e o dente de alho, tempere com sal e triture 20 seg/ vel. 9


2. Unte uma frigideira anti-aderente com azeite e aqueça em lume brando. Coloque uma pequena porção da massa na frigideira e deixe cozinhar até aloirar. Vire o crepe e deixe aloirar do outro lado.
Repita até a massa terminar.


21.5.15

Not so fast...! Parte 2

Depois da receita que publiquei ontem de pão de hamburguer, só tinha ficado a faltar o derradeiro teste. Foi o almoço de hoje. Testado e aprovado.

20.5.15

Not so fast...!


Desafiada pela Isabel do blog "Love with knives", saí da minha zona de conforto em busca do pão de hamburguer perfeito. O desafio consiste em testarmos vários tipos de pão e no final iremos publicar um post em conjunto e simultâneo com um resumo das nossas experiências.

Assim que a Isabel me falou desta ideia fiquei super animada, mas logo de seguida desci à terra e percebi que esta seria uma tarefa ingrata quando estamos perante uma "guru" da cozinha saudável. No entanto, tive de relembrar a mim própria que este blog é um prolongamento daquilo que eu sou: uma curiosa na cozinha, que gosta de fazer experiências e testar novas receitas, com algumas preocupações com a saúde mas sem radicalismos de alimentação saudável. Prefiro antes a saudável liberdade de testar tudo aquilo que me apetecer.

Mas voltando ao pão... Sem medos, de receita em punho e limitando-me aos ingredientes que tinha em casa, segui para a minha aventura!
Esta primeira tentativa de fazer pão de hamburguer caseiro baseou-se numa receita que a Isabel me enviou e que eu tentei adaptar à Bimby. Depois de voltas e mais voltas tentando descobrir a melhor forma de adaptar - sobretudo quantidades e tempos - decidi abandonar as indecisões e pôr as mãos na massa (ou melhor, a massa na Bimby). Restou-me rezar para que tudo corresse bem... Mas quando fazemos algo pela primeira vez, não há como ter certezas.


PÃO DE HAMBURGUER
(Rende 10 pães)


Ingredientes:
- 8g fermento de padeiro seco (ou cerca de 2 c. chá)
- 200g água 
- 100g leite
- 20g azeite
- 15g mel
- 1 ovo grande
- 1 c. chá de sal
- 150g farinha de trigo integral
- 350g farinha T65
- 1 clara de ovo
- Sementes de sésamo

Preparação:
1. Coloque no copo a água, o fermento, o mel e o azeite e aqueça 2 min/ 37º/ vel. 1
2. Adicione o leite, o ovo e o sal e misture 10 seg/ vel. 3
3. Junte as farinhas e amasse 2 min/ vel. espiga. Se necessário, coloque mais um pouco de farinha e amasse mais uns segundos vel. espiga.
4. Retire a massa para uma superfície enfarinhada e certifique-se que a massa apresenta uma consistência suave e elástica. Em seguida coloque a massa numa taça untada, rodando a massa para envolver toda a superfície na gordura. Tape com película aderente e deixe levedar cerca de 1 hora ou até dobrar de volume.

Massa antes de levedar


Massa depois de levedar

5. Decorrido esse tempo, retirar o ar pressionando a massa para baixo e divida em 10 partes iguais, moldando-as em forma de bola. Colocar espaçadamente num tabuleiro forrado com papel vegetal. Tapar com película aderente e deixar levedar mais 20 minutos ou até ganharem mais volume.
6. Remover a película aderente e achatar ligeiramente cada um dos pães. Tapar novamente com a película aderente e deixar levedar mais 30 minutos ou até dobrarem de tamanho.
Pré-aqueça o forno a 180º e coloque um recipiente com água no seu interior.
7. Pincelar com a clara de ovo ligeiramente batida e polvilhar com sementes de sésamo.


8. Levar ao forno cerca de 18-20 minutos ou até ficarem dourados. No final do tempo, retire e deixe arrefecer sobre uma grelha.


Estes pães podem ser guardados num recipiente hermético à temperatura ambiente cerca de 3 dias ou congelados até 1 mês.

NOTAS DA FORMIGA:
- Tenha sempre em atenção que a massa deverá levedar num local morno e sem correntes de ar, como por exemplo, dentro do forno desligado.

Organização de receitas

Quantas vezes escrevemos receitas em folhas soltas ou pedaços de papel que acabam por se perder de tão bem que os arrumamos?
Para terminar com este problema, desenhei uma folha base que poderão imprimir em formato A4 ou A5 e arquivar num dossier para o efeito. Desta forma, terão sempre à mão as vossas receitas preferidas de uma forma organizada.


18.5.15

Salsichas enroladas em couve-lombarda

Por vezes oiço alguns comentários de pessoas (menos experientes) que afirmam que um dos problemas de cozinhar na Bimby é o facto de termos de seguir as receitas à risca. Esta é mais uma prova de que é possível adaptar receitas tanto pela quantidade como pelo conteúdo.

Na receita original são pedidas 12 salsichas enroladas em couve e eu coloquei apenas 6 e passei à frente a parte da couve. Apesar de só ter feito metade das salsichas, fiz a receita completa do molho. No final, coloquei metade do molho no tabuleiro com as salsichas e congelei a outra metade que irá servir para outro prato de carne.


SALSICHAS ENROLADAS EM COUVE-LOMBARDA
(Livro Base)



Ingredientes:
- 1300g água
- 12-16 folhas de couve-lombarda
- 12 salsichas frescas
- 30g azeite
- 150g cebola
- 1 dente de alho
- 100g cenoura
- 200g tomate em pedaços
- 100g bacon em cubos (não tinha por isso não coloquei)
- 150g vinho branco
- 1 folha de louro
- 1 c. chá de caldo de legumes caseiro ou 1 cubo
- 1 pitada de piripiri (opcional)

Preparação:
1. Coloque no copo 1000g de água e aqueça 10 min/ 100º/ vel. 1
Deite a água quente sobre as folhas de couve e reserve cerca de 5-10 minutos. Enrole as salsichas com as folhas de couve lombada e prenda cada uma com um palito. Coloque na Varoma e reserve.
2. Coloque no copo o azeite e aqueça 3 min/ Varoma/ vel. 1  (TM5: 3 min/ 120º/ vel. 1)
3. Adicione a cebola, o alho e a cenoura, pique 5 seg/ vel. 5 e refogue 5 min/ Varoma/ vel. 1  (TM5: 5 min/ 120º/ vel. 1)
4. Adicione o tomate e triture 20 seg/ vel. 7
5. Adicione o bacon e programe 5 min/ 120º/ vel 1
6. Adicione o vinho, 300g de água, o louro, o caldo de legumes e o piripiri. Coloque a Varoma e programe 25 min/ Varoma/ vel. 2
Sirva as salsichas com o molho.

DICA:
Se acompanhar com arroz branco, faça o arroz antes das salsichas. Desta forma conseguirá fazer as duas receitas sem que seja necessário lavar o copo.

14.5.15

Risotto de amêijoas

Há uns anos, numas férias de verão perto de Tavira, apresentaram-me um arroz de amêijoas divinal! De tal forma que 5 anos depois de o ter provado, ainda não o tinha esquecido. Era um arroz malandrinho com um molho óptimo, quase de comer à colher, mas infelizmente o restaurante que o confeccionava acabou por fechar. Desde então andava sempre com a ideia que algum dia iria tentar reproduzi-lo (tarefa que pensei ser quase impossível).
Ontem foi o dia de tentar... E para minha surpresa o resultado ficou bastante apetecível.


RISOTTO DE AMÊIJOAS
(Rende 2 doses)


Ingredientes:
- 30g de azeite
- 1 cebola pequena
- 2 dentes de alho
- 125 a 150g de miolo de amêijoa congelado (deixar descongelar) - utilizo sempre metade da embalagem e guardo a outra metade para outra vez
- Sumo de meio limão
- 150g de vinho branco
- 330g de água
- 1 caldo de legumes
- 150g arroz próprio para risotto
- 1 c. sopa de manteiga
- Coentros q.b. para polvilhar

Preparação:
1. Coloque no copo o azeite a cebola e os dentes de alho e pique 5 seg/ vel. 5. Refogue 4 min/ 100º/ vel. 1
2. Adicione o miolo de amêijoas, o sumo de meio limão e programe 5 min/ 100º/ colher inversa/ vel. colher. 1. Retire e reserve.
3. Coloque no copo o vinho, a água e o arroz, adicione o caldo de legumes e programe 10 min/ 100º/ colher inversa/ vel. colher
4. Com a ajuda da espátula, solte o arroz do fundo do copo e, se necessário, rectifique os temperos. Adicione as amêijoas reservadas e programe 6 min/ 100º/ colher inversa/ vel. colher
5. Adicione uma colher de sopa de manteiga e programe 2 min/ 100º/ colher inversa/ vel. colher. Deixe repousar 2 minutos e sirva de imediato polvilhado com coentros picados.


13.5.15

Salteado de vitela com ananás e especiarias

Ontem experimentei esta receita para o jantar e como isto do blog ainda é muito recente, quase que me esquecia de tirar uma fotografia. Apesar de ter sido à pressa (máquina numa mão e prato na outra), sempre dá para ter uma ideia do resultado.


SALTEADO DE VITELA COM ANANÁS E ESPECIARIAS
(Receita da revista Bimby nº 53 - Abril 2015)


Ingredientes:
- 500g de carne de vitela cortada em pedaços
- 30g molho de soja
- 30g açúcar amarelo
- 1 c. chá de piripiri moído
- 10g vinagre (usei balsâmico)
- 1 c. chá de gengibre em pó
- 1/2 c. chá de cardamomo verde
- 1 c. chá de sementes de mostarda
- 1 c. chá de sementes de coentros
- 30g óleo
- 20g chalota
- 200g ananás cortado em pedaços
- coentros q.b. (só as folhas para polvilhar)

Preparação:
1. Coloque um recipiente sobre a tampa da Bimby e pese a carne, tempere com o molho de soja, o açúcar, o piripiri e o vinagre e deixe marianar cerca de 8 horas.
2. Coloque no copo o gengibre, o cardamomo, as sementes de mostarda e de coentros e aqueça 3 min/ Varoma/ vel. 1 (TM5: 3 min/ 120º/ vel. 1)
3. De seguida triture 15 seg/ vel. 7
4. Adicione o óleo e a chalota, pique 2 seg/ vel. 7 e refogue 5 min/ Varoma/ colher inversa/ vel. 1 (TM5: 5 min/ 120º/ colher inversa/ vel. 1)
5. Adicione a carne com a marinada e cozinhe 18 min/ Varoma/ colher inversa/ vel. 1 (TM5: 18 min/ 120º/ colher inversa/ vel. 1)
6. Adicione o ananás, envolva com a ajuda da espátula e cozinhe 2 min/ 100º/ colher inversa/ vel. colher. Polvilhe com coentros e sirva com arroz basmati.


NOTAS DA FORMIGA:
- Aqui em casa não apreciamos ananás por isso não coloquei na receita. Por esse motivo, no passo 5 programei logo 20 minutos de cozedura (18 minutos do passo 5 + 2 minut do passo 6).
- Caso não tenha as especiarias necessárias para o passo 2, poderá começar directamente no passo 4,  sendo ainda possível substituir o óleo por azeite. No entanto, não ficará tão condimentado como na receita original.

12.5.15

Bolinhas de centeio


Ingredientes:
- 200g água
- 20g azeite
- 20g fermento de padeiro fresco ou 2 c. chá de fermento de padeiro seco (8g)
- 250g farinha de centeio, mais q.b. p/ polvilhar
- 100g farinha integral
- 1 c. chá de sal

Preparação:
1. Coloque no copo a água, o azeite e o fermento e aqueça 2 min/ 37º/ vel. 1
2. Adicione as farinhas e o sal e amasse 2 min/ vel. espiga. Deixe levedar num local morno cerca de 40 minutos ou até a massa dobrar de volume.

Massa antes de levedar

3. Pré-aqueça o forno a 180º e coloque um recipiente com água no seu interior. Forre um tabuleiro de forno com papel vegetal.
4. Baixe a massa com a ajuda da espátula e amasse 1 min/ vel. espiga
5. Numa superfície polvilhada com farinha, divide a massa em oito partes iguais, molde bolas e coloque no tabuleiro. Leve ao forno a 180º cerca de 30 minutos.


NOTAS DA FORMIGA:
- Na receita original não é pedido que deixe o pão a levedar uma segunda vez. No entanto, considero importante fazê-lo depois de moldar as bolas e antes de levar ao forno.
- O recipiente com água é essencial para que o pão conserve alguma humidade durante a sua cozedura. Desta forma não ficará rijo assim que arrefecer.

11.5.15

A galinha da vizinha não é melhor que a minha


Uma das perguntas que me fazem com mais frequência é se eu uso realmente a Bimby. De certa forma, este blog surgiu também como resposta a essa pergunta, pois é um facto que 90% do que cozinho tem a sua ajuda. 

Tenho Bimby há 3 anos e desde então deixei de comprar vários produtos: bolos e outras sobremesas já feitas, lasanhas, comida congelada, quiches, vários tipos de massas, puré, molho béchamel... Se for a pensar, será uma lista bem grande! Comecei inclusivamente a gostar de algumas coisas que antes era impensável sequer cheirar (a que me marcou mais foi provavelmente o esparregado).

Digo muitas vezes esta frase em vários contextos e um deles é a alimentação: "Nós não sentimos falta daquilo que não conhecemos". Eu não sentia falta daquilo que não conhecia... Não conhecia os sumos, as compotas, os iogurtes, as bolachas e biscoitos, as massas, os purés... Tantas outras coisas que eu estava habituada a comprar e que por isso desconhecia que havia tanta diferença fazendo em casa. Mas há, e muita! Principalmente na qualidade e no sabor. Não comprava puré instantâneo desde que tenho Bimby e na semana passada, num dia de "S.O.S", comprei uma embalagem. Posso dizer-vos que me soube realmente mal!

Por isso mesmo recomendo a todas as pessoas que têm Bimby que a explorem ao máximo. Têm uma ferramenta incrível em casa que vos permite fazer não apenas as sopas e os bolos mas tudo o consomem no dia-a-dia e com uma qualidade incomparável. Se precisarem de ideias, espreitem o site do Mundo de Receitas Bimby e o Portal de Receitas da Bimby, onde se poderão registar de forma a tirarem ainda mais partido de toda a informação disponível online. A revista mensal Bimby Momentos de Partilha é também uma boa ajuda uma vez que contém várias receitas da época e outras temáticas, como é o caso do Carnaval, Páscoa ou Natal.

8.5.15

Waffles

Já experimentei várias receitas de waffles e estas continuam a ser as minhas preferidas (do livro da Bimby "Massas e Doces"). É uma óptima receita para a família pois cada um pode acompanhar com aquilo que mais gostar... Uma bola de gelado, chantilly e fruta, molho de caramelo ou qualquer outro topping a gosto. Aqui por casa damos sempre preferência ao chocolate!

WAFFLES
(Rende 6 nas formas de silicone para fazer no forno)



Ingredientes:
- 2 ovos
- Casca de meio limão (só a parte amarela)
- 250g leite
- 75g manteiga
- 20g açúcar
- 1 pitada de sal
- 180g farinha
- 2 c. chá de fermento em pó para bolos

Preparação:
1. Coloque no copo a borboleta, as claras, o sal e programe 2 min/ vel. 3,5. Reserve
2. Retire a borboleta e, com o copo limpo e seco, coloque a casca de limão e rale 15 seg/ vel. 9
3. Junte as gemas, o leite, a manteiga, o açúcar, o sal e programe 4 min/ 70º/ vel. 4
4. Adicione a farinha, o fermento e programe 15 seg/ vel. 3
5. Junte as claras reservadas e envolva 7 seg/ vel. 4
Com esta massa faça os waffles numa máquina própria para os mesmos ou em formas de silicone para ir ao forno. No forno: 180º cerca de 20 minutos ou até ficarem douradas.



MOLHO DE CHOCOLATE

Ingredientes:
- 40g margarina
- 70g açúcar
- 40g chocolate em pó
- 40g leite

Preparação:
Coloque todos os ingredientes no copo e programe 8 min/ Varoma/ vel. 2

Com a ajuda de uma colher, coloque chocolate a gosto nas waffles e no final polvilhe com açúcar em pó.

7.5.15

Caril de lentilhas e batatas

Sou fã de lentilhas e há uns tempos descobri no Mundo de Receitas Bimby esta receita de caril de lentilhas e batatas. Hoje lembrei-me de a testar e, tal como em 90% das receitas que faço, adaptei-a ao meu gosto (ver notas da formiga). 
Gostei muito do resultado e é uma receita muito fácil de fazer. Tem um sabor suave mas apurado e é também adequada para vegetarianos.


CARIL DE LENTILHAS E BATATAS + ARROZ BRANCO


Ingredientes para o arroz branco:
- 250g arroz agulha
- 800g de água (ou 1000g no caso da TM5)
- 20g de azeite
- 1 c. de chá de sal

Ingredientes para o caril:
- 1 cebola
- 1 dente de alho
- 30g de azeite
- 180g de lentilhas verdes (demolhar pelo menos 1 hora)*
- 200g de água
- 400g de leite de côco (pode fazer na Bimby)**
- 1 colher de sopa de caril
- 1 caldo de legumes
- 2 batatas 
- sal e pimenta

* Não é essencial, mas se demolharmos as lentilhas elas cozem mais depressa
** Em vez de leite de côco, pode usar apenas água ou caldo de legumes

Preparação:
1. Comece por fazer a receita de arroz branco do livro base:
Coloque no cesto o arroz e no copo 800g de água, uma colher de chá de sal, 20g de azeite. Programe 20 min/ 100º/ vel.4
No final passe o copo por água e avance para a receita das lentilhas.

2. Coloque no copo a cebola e o alho e pique 5 seg/ vel. 5
3. Junte o azeite e refogue 5 min/ 100º/ vel. 1
4. Acrescente as lentilhas o leite de côco, a água, o caldo de legumes e o caril e programe 20 min/ 100º/ colher inversa/ vel. colher com o copinho inclinado sobre a tampa.
5. Descasque as batatas, corte-as em cubos e adicione 20 min/ 100º/ colher inversa/ vel. colher com o copinho na mesma posição.
6. Tempere com sal apenas nos últimos 5 minutos quando as lentilhas já estiverem cozinhadas.
Deixe descansar uns minutos e sirva com o arroz branco.

Fonte - Receita adaptada a partir do livro "How to Cook Everything Vegetarian", de Mark Bittman


NOTAS DA FORMIGA:
- Não sou apreciadora de leite de côco por isso fiz a receita com 600g de água e um caldo de legumes. Mesmo com esta adaptação, a receita ficou muito saborosa.

5.5.15

Arroz de açafrão com perú, cogumelos e ervilhas

Sabem aquelas pessoas que têm sempre dezenas de especiarias em casa, de toda a espécie e feitio? Uma delas é o meu cunhado. Sempre que saio de lá venho acompanhada de algum ingrediente para experimentar. 
Desta vez deu-me uma caixinha com uma dose de açafrão que, garantia ele, era muito diferente do habitual. Despertou-me a curiosidade logo pela apresentação. Não só não é amarelo (tem várias tonalidades que vão desde o encarnado ao laranja com uns salpicos de amarelo) como vem uma quantidade muito pequena numa caixa igualmente pequena.


Hoje decidi experimentar e para isso escolhi uma receita muito apreciada aqui em casa: 

ARROZ DE AÇAFRÃO COM PERÚ, COGUMELOS E ERVILHAS

Ingredientes:
- 50g chalota
- 50g azeite
- 150g cogumelos frescos laminados
- 2 dentes de alho
- 250g de perú cortado em tiras finas
- 100g ervilhas descongeladas
- 2 c. chá sal
- 1 pitada de pimenta
- Sumo de meio limão
- 800g água
- 1 c. chá açafrão-das-índias (substituí pelo outro açafrão) 
- 150g arroz basmati

Preparação:
1. Coloque no copo a chalota e 20g de azeite, pique 3 seg/ vel. 5 e refogue 3 min/ Varoma/ vel.1
2. Adicione os cogumelos e salteie 5 min/ Varoma/ colher inversa/ vel. colher. Retire e reserve.
3. Coloque no copo 20g de azeite e o alho, pique 8 seg/ vel. 5 e refogue 3 min/ Varoma/ vel. 1
4. Adicione o perú, as ervilhas, 1 c. de chá de sal, a pimenta e o sumo de limão e salteie 12 min/ 100º/ colher inversa/ vel. colher. Retire e reserve com os cogumelos.
5. Coloque no copo a água, o açafrão, 1 c. de chá de sal e o cesto com o arroz e coza 16 min/ 100º/ vel. 4. Retire e envolva o arroz com os cogumelos, o perú e as ervilhas.

O arroz feito com este açafrão (que segundo percebi, é o verdadeiro) fica ligeiramente diferente, com uma tonalidade mais clara e um sabor suave. E uma grande vantagem: os plásticos da Bimby não ficaram tão amarelos.



Se quiserem experimentar, poderão encontrar esta especiaria (por exemplo) no ALDI.

4.5.15

Muffins de fiambre, cogumelos e alho francês

Domingo à noite é o típico momento em que não há jantar planeado. Por isso mesmo, neste dia é habitual optar por algo mais simples e prático.
Sem grandes ideias, ontem recorri a uma receita de muffins que tinha guardado no iPad e adaptei-a de acordo com o que tinha em casa.



MUFFINS DE FIAMBRE, COGUMELOS E ALHO FRANCÊS
(Rende cerca de 10 a 12)

Ingredientes:
- 1 alho francês pequeno (só a parte branca)
- 100g fiambre
- 100g cogumelos frescos laminados
- 2 dentes de alho
- 25g azeite
- 1 iogurte natural
- 50g óleo
- 2 ovos
- 250g farinha T55
- 1 colher de chá de fermento em pó para bolos
- formas de papel para queques

Preparação:
1. Coloque no copo o alho francês partido de grosso modo e programe 3 seg/ vel. 5. Retire e reserve.
2. Coloque no copo o fiambre e pique 3 seg/ vel. 4. Retire e reserve.
3. Coloque no copo os dentes de alho e o azeite e programe 8 seg/ vel. 5. Em seguida refogue 3 min/ Varoma/ vel. 1
4. Adicione os cogumelos e o alho francês, tempere a gosto com sal, pimenta, orégãos ou outra erva aromática e programe 5 min/ Varoma/ colher inversa/ vel. colher. No final do tempo retire do copo e reserve.
5. Pré-aqueça o forno a 180º. Sem lavar o copo, coloque o óleo, os ovos, o iogurte, a farinha e o fermento, tempere com sal e pimenta e misture 30 seg/ vel. 3
6. Adicione o fiambre, os cogumelos e o alho francês reservados e envolva 15 seg/ vel. 2
7. Forre formas para queques com as formas de papel e encha-as com o preparado. Leve ao forno cerca de 20 a 25 minutos ou até ficarem dourados.

Acompanhe com uma salada.

3.5.15

Super Mães


Em Abril desloquei-me ao Porto com a finalidade de dar formação à empregada de um casal, de forma a que esta aprendesse a trabalhar com a Bimby ficando assim autónoma para lhes deixar o jantar preparado. A empregada em questão não tem grandes dotes culinários, motivo pelo qual a dona da casa viu na Bimby a preciosa ajuda de que tanto precisavam.

Rotina do casal

Todos os dias o pai sai para o trabalho por volta das 07:30 e a mãe sai às 08:15 para deixar a filha de 2 anos na creche antes de ir trabalhar. Ao fim do dia, mãe e filha regressam por volta das 19:00 e o pai mais tarde, havendo dias em que nem sequer vai a casa por se encontrar a viajar.
Quando chega a casa, a mãe tem de ir imediatamente dar banho à filha pois só assim consegue garantir que ela estará a jantar por volta das 19:30.
Estando a pequenina despachada, seguem-se as tarefas habituais: pôr a mesa, terminar de preparar algo que seja necessário ou até mesmo cozinhar nos dias em que não têm a ajuda da empregada. Tudo em contra-relógio para ainda terem tempo de estar um pouco com a filha antes de ela ir para a cama.
Antes de se deitarem ainda arrumam a cozinha, escolhem a roupa que irão vestir e a mãe organiza o seu almoço e dois lanches para o dia seguinte (para si e para a filha).


Esta viagem fez-me reflectir... Estamos a falar de um casal jovem, na casa dos 30, que tem cerca de uma hora por dia de tempo útil com a filha e que faz uma ginástica incrível para que nada falhe. Basta um pequeno percalço, especialmente de manhã (e com crianças já se sabe que tudo é possível) para provocar atrasos e o consequente stress que daí vem. 

Tiro o chapéu a todos os casais com vidas semelhantes e que, tal como este, conseguem que tudo dê certo. Estas sim, são Super Mães e é por exemplos como este, em que compreendemos o valor que a Bimby acrescenta às famílias, que todas as Super Mães deveriam ter uma Bimby!

1.5.15

torta de laranja


Ultimamente tenho recebido bastantes laranjas por isso apeteceu-me fazer alguma coisa com elas que não sumo. Lembrei-me da torta de laranja do livro base. Rápida e boa! De aspecto, não ficou impecável pois tive alguns problemas na parte de enrolar a torta [ver notas da formiga].


TORTA DE LARANJA
[Receita do livro base da Bimby TM5] 

Ingredientes:
- 400g açúcar (usei açúcar amarelo e coloquei apenas 300g)
- casca de 1 laranja (só a parte laranja)
- 150g de sumo de laranja
- 8 ovos
- 40g amido de milho (maizena)
- 60g manteiga à temperatura ambiente

Preparação:
1. Pré-aqueça o forno a 180ºC. Forre um tabuleiro com aproximadamente 32 x 25 cm com papel vegetal e reserve.
2. Coloque no copo o açúcar, a casca da laranja e pulverize 15 seg/ vel. 10
3. Junte o sumo, os ovos, o amido de milho, a manteiga e misture 30 seg./ vel. 4
4. Deite para o tabuleiro reservado e leve ao forno cerca de 20 a 25 minutos.
5. Desenforme ainda quente sobre papel vegetal polvilhado com bastante açúcar, enrole com a ajuda do papel vegetal e deixe arrefecer um pouco antes de retirar o papel. Sirva fria.


NOTAS DA FORMIGA:
- Na minha opinião, os 400g de açúcar tornam a receita um pouco enjoativa, motivo pelo qual cortei 100g.
- Por ter usado açúcar amarelo, a torta ficou ligeiramente mais escura.
- No passo 5, ao tentar passar a torta para uma folha de papel vegetal polvilhada com açúcar acabei por parti-la. Acho preferível enrolar na própria folha de papel em que foi ao forno e depois então colocar o açúcar.

Organização e planeamento

A organização e o planeamento são a chave do nosso sucesso no dia-a-dia. Para vos incentivar e ajudar na organização das vossas semanas, irei disponibilizar a partir de agora todas as ferramentas que precisarem para que as tarefas se tornem mais práticas e menos aborrecidas.

O planeamento das refeições é, regra geral, aquilo que todos gostaríamos de fazer mas por falta de vontade ou simplesmente porque não sabemos por onde começar, acabamos por ir adiando...

Por isso mesmo, começo por vos disponibilizar uma ementa semanal muito simples. 


Há determinados hábitos que ainda não estão incutidos nas nossas rotinas por isso não há nada como começar gradualmente. Tirem uns minutos durante o vosso fim-de-semana (este até tem 3 dias) para escolherem um menu para a próxima semana. Têm à vossa disposição o Portal de Receitas (caso ainda não estejam registados poderão fazê-lo), o Mundo de Receitas Bimby, o livro base e se precisarem de dicas também vos poderei ajudar.